Transporte aereo e rodoviario de cargas

Quando pensamos em transporte de cargas é inevitável a comparação entre o transporte aéreo e o rodoviário. Você sabe quando é mais vantajoso contratar um ou outro modal?

O Brasil é um país de dimensões continentais e conta com uma infra-estrutura que pode variar muito de acordo com a região do país e a distância dos grandes centros. Por isso, contar com a experiência de quem trabalha com isso e conhece a nossa realidade pode fazer a diferença na hora de definir a melhor estratégia para a logística do seu projeto.

Mas afinal, é melhor transportar cargas por via aérea ou rodoviária? 

Existem alguns mitos sobre as duas modalidades. Veja aqui alguns dos enganos mais comuns:

O transporte aéreo de cargas é mais caro do que o modal rodoviário

Sim, na concepção do formato realmente o frete aéreo é mais caro. Mas dependendo da situação, pode ser mais vantajoso realizar sua operação via transporte aéreo.

Entre os fatores que podem favorecer o frete aéreo em comparação ao rodoviário estão as dimensões da mercadoria (cubagem) e, principalmente, o valor agregado dos produtos. Isto porque o transporte rodoviário possui taxas obrigatórias que variam de acordo com o valor total das notas fiscais. Nestes casos, pode ser mais econômico transportar sua mercadoria de avião!

E atenção: a contratação de seguros próprios não isenta o pagamento de taxas como o GRIS. Para compreender melhor suas obrigações e oportunidades, fale com a gente.

O transporte aéreo é mais seguro do que o rodoviário

Com relação ao transporte de equipamentos ou mercadorias frágeis e sensíveis, o transporte aéreo pode ser considerado mais seguro. No entanto, ambos os modais possuem seus procedimentos para garantir a segurança do transporte.

Transporte aéreo e rodoviário

Aqui o importante, mais uma vez, é a escolha dos seus parceiros e suas necessidades com relação à segurança da sua mercadoria, embalagem, procedimentos para o seu transportador manusear a carga, etc.

A dica é conhecer as necessidades do seu projeto e avaliar a entrega de sua transportadora parceira. Alguns pontos como: possuir frota própria em ótimas condições, certificações próprias e experiência com projetos de abrangência nacional podem ajudar na sua escolha.

Saiba como reconhecer uma Transportadora de Qualidade

O transporte rodoviário não tem tantas restrições quanto o aéreo

As restrições existem para ambos os modais. A fiscalização existe e pode ser rígida tanto no transporte rodoviário quanto no aéreo. Em caso de irregularidades, em ambos os casos pode haver multas e apreensões.

Há também as restrições com relação aos tipos de produtos a serem embarcados. Determinadas mercadorias não são permitidas para o transporte aéreo, outras necessitam de licenças e sinalizações específicas para transporte rodoviário e, assim por diante.

Pesquise sobre as particularidades do seu produto. E conte com um parceiro de confiança para auxiliá-lo com informações sobre as condições de transporte do seu produto. Uma transportadora séria poderá apresentar soluções realistas e viáveis para as suas necessidades.

O transporte aéreo é menos sujeito a imprevistos do que o rodoviário

O transporte aéreo depende de uma série de fatores como condições climáticas e distância entre origem e destino, entre outras situações específicas.

Além disso, companhia aérea possui serviços distintos baseados em valores e prazos distintos, algo que o transporte rodoviário não contempla. Ou seja, imprevistos fazem parte de uma operação logística. O grande diferencial estará no modo como seu parceiro atua nas dificuldades e como ele o mantém informado de todos os aspectos. Na Arghi, trabalhamos com o rastreamento de informações por meio eletrônico, desde a coleta até a entrega final. Desta forma, podemos oferecer maior agilidade na resolução de problemas e maior segurança para nossos parceiros.

A cubagem aérea e a rodoviária é a mesma

O que é cubagem?

Cubagem é a relação entre o peso de uma mercadoria e o espaço que ela ocupará dentro de um determinado veículo. Seja ele um caminhão ou uma aeronave. Um cálculo matemático traz as condições de aferição desses produtos para verificar o que é maior, o peso real ou o peso cubado. Em transportes, o custo da operação é definido pelo maior peso, seja ele o real ou o cubado.

Portanto, um dos pontos importantes no manuseio de uma mercadoria é encontrar soluções que visam otimizar as medidas e a proteção dos ítens. Por exemplo, não se deve fechar uma caixa com sobra de espaços. Isso poderá trazer um aumento significativo no peso cubado da sua mercadoria e você pagará por isso. Além disso, essas sobras podem trazer avarias ao seu produto, portanto fique atento!

Mas qual a diferença entre a cubagem no transporte aéreo ou rodoviário?

O processo de cálculo da cubagem aérea e rodoviária são diferentes. Primeiramente, deve ser realizado o cálculo do volume da carga. Isso é feito multiplicando as dimensões de uma caixa: comprimento x largura x altura. O volume encontrado é multiplicado por um fator constante que representa um metro cúbico. No transporte rodoviário esse fator constante representa 300kg por metro cúbico e no transporte aéreo representa 166,66kg por metro cúbico. Por isso, é importante atentar para as dimensões das suas mercadorias.

Por exemplo, se você tiver as informações em centímetros, terá que transformá-las em metros para realizar o cálculo. Veja o exemplo abaixo:

Uma caixa com 30cm de largura, 20cm de comprimento e 10cm de altura com peso real de 0,5kg. Como calcular o peso cubado para transporte aéreo e rodoviário?

Aéreo – (0,30 x 0,20 x 0,10) x 166,66 = 1,0kg

Rodoviário – (0,30 x 0,20 x 0,10) x 300 = 1,8kg

Reparem que as dimensões em centímetros foram transformadas em metros para o cálculo. Portanto, no transporte acima, apesar de caixa possuir peso de 0,5kg o valor a ser cobrado para o transporte aéreo seria de 1kg e para transporte rodoviário seria de 1,8kg. 

Dessa forma, fica nítida a importância do peso cubado no transporte de cargas!

Conclusão

Num país gigante e diverso como o nosso, é essencial poder contar com diferentes modais de transportes de cargas. Tanto o transporte aéreo quanto o transporte rodoviário de cargas possuem suas vantagens e pontos de atenção. O mais importante é saber quando suas necessidades podem ser melhor atendidas por este ou aquele modal.

Por isso, o suporte de uma transportadora parceira com experiência e abrangência nacional pode fazer a diferença na hora de definir a estratégia mais eficiente para a logística do seu projeto.

A Arghi está há mais de 23 anos no mercado, sempre com foco na qualidade do serviço e na confiança de seus parceiros. Fale com um de nossos consultores e saiba como podemos auxiliar no seu projeto:


Botao Fale Conosco