Regras da ANVISA para o transporte de medicamentos

Mais do que em qualquer tipo de transporte, o transporte de medicamentos requere cuidados diferenciados. Desde a acomodação até a entrega, alguns materiais são imprescindíveis para que o trajeto ocorra sem problemas, e entre eles encontramos o EPS Isopor®.

Autorizações para o transporte de medicamentos

Antes de qualquer coisa, para que uma empresa possa realizar o transporte de medicamentos, é necessário obter um AFE (Autorização de Funcionamento de Empresa). Essa autorização é cedida pela ANVISA e declara que a empresa pode transportar medicamentos comuns – ou seja, aqueles que não contem substâncias de controle especial.

Já para as transportadoras que trabalham com medicamentos de controle especial, é necessário um AE (Autorização Especial), além do acompanhamento de um farmacêutico.

É necessária também a criação de um Manual de Boas Práticas de Transporte. Esse material deve seguir as diretrizes de boas práticas e incluir informações sobre os processos internos da transportadora como macro fluxo de trabalho, manuseio, armazenamento e controle de temperatura e umidade.

As informações contidas nesse manual, bem como os processos internos da transportadora, devem estar de acordo com as normas e a legislação vigentes.

Acondicionamento

transporte de medicamentos deve ser realizado em um veículo apropriado, com climatização adequada e específica para esse tipo de carga.

Para que o acondicionamento durante o transporte seja adequado às condições de armazenamento definidas pela a ANVISA, umidade e temperatura devem ser analisadas ao menos 3 vezes por dia por um farmacêutico autorizado. Também é necessário que os materiais usados sejam adequados, e nesse caso, o EPS Isopor® é um elemento imprescindível para que isso aconteça.

Esse material diminui a chance de danos durante o transporte de medicamentos, oferecendo melhor acomodação. O EPS também permite que os níveis de umidade se mantenham controlados, já que não absorve água.

Entretanto, o que torna esse material um elemento essencial para esse tipo de atividade é sua capacidade térmica-isolante: as caixas em EPS Isopor® seguem a especificação de temperatura mínima de 2ºC e máxima de 25ºC.

Resoluções

Para consultar o texto original da ANVISA que regulamenta essa atividade, você pode conferir:

  • Portaria 1052/98 (descrição dos documentos necessário para o transporte)
  • RDC 329/99 (roteiro de inspeção e infrações)

Entretanto, a ANVISA não é a única organização governamental a regulamentar o transporte de medicamentos. A CFF, Conselho Federal de Farmácia, também tem dirige e fiscaliza essa atividade, gerando a resolução:

  • Res.433/2005 (descrição da função do farmacêutico durante o transporte)

Fonte:

Para consultar o texto original da ANVISA que regulamenta essa atividade, você pode conferir:

  • Portaria 1052/98 (descrição dos documentos necessário para o transporte)
  • RDC 329/99 (roteiro de inspeção e infrações)

Entretanto, a ANVISA não é a única organização governamental a regulamentar o transporte de medicamentos. A CFF, Conselho Federal de Farmácia, também tem dirige e fiscaliza essa atividade, gerando a resolução:

  • Res.433/2005 (descrição da função do farmacêutico durante o transporte)